Testagem e medidas de proteção contra COVID-19 são necessárias após estar vacinado?

Estamos numa corrida, sem precedentes para propiciar a vacinação em massa contra o vírus. A cobertura vacinal tem sido lenta para que se concretize rapidamente a tão desejada imunidade geral da população.

E temos muitas entidades recomendando cautela também para os vacinados.


“Vice-diretor médico do governo da Inglaterra pede para quem já tomou vacina obedecer regras de isolamento para conter nova onda de coronavírus.

Pessoas que receberam a vacina contra a Covid-19 ainda podem transmitir o vírus para outras pessoas e devem continuar seguindo as regras de distanciamento social, advertiu o vice-diretor médico da Inglaterra Jonathan Van-Tam. Em artigo no jornal Sunday Telegraph, Van-Tam enfatizou que os cientistas "ainda não sabem qual é o impacto da vacina na transmissão"...”

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/bbc/2021/01/24/vacinados-tambem-podem-espalhar-covid-19-alerta-medico-do-governo-ingles.htm?cmpid=copiaecola


Importante frisar que indivíduos vacinados precisam de tempo para desenvolver anticorpos, ação que se acentua, nas vacinas de duas doses. É evidente que, durante esse tempo, os organismos estão sujeitos a contatos com o vírus, podendo replicá-los a outros indivíduos. Esta ação pode acontecer, também, nos vacinados mais antigos, que podem ser contaminados novamente, sem desenvolver a doença e seus sintomas, ou tê-los de forma muito mais branda, e serem potenciais transmissores virais.

Necessário, também, deixar muito claro que, com o atual potencial vacinal e os justos critérios de prioridade de aplicação, os mais jovens ou os nem tanto, aqueles que menos obedientes às medidas de proteção, portanto os maiores vetores de contaminação, serão os últimos a receber a aplicação das vacinas.

Com esse panorama, a testagem e medidas de proteção individual e coletiva não poderão ser esquecidas, pois vão perdurar ainda por um tempo significativo. Vale muito mais utilizá-las do que contrair a enfermidade.

Portanto, seja cauteloso, proteja-se e se utilize dos testes disponíveis, pois quanto mais pessoas forem testadas melhores serão as estratégias para impedir a disseminação viral.

Irineu Grinberg

Ex Presidente SBAC

Diretor da Lab Farm Consult

irineugrinberg@gmail.com

0 visualização0 comentário
whats.png